sábado, janeiro 10, 2009

Quero (não) ver o mesmo que eles

Numa grande loja de óculos enquanto espero que me atendam vou lendo os folhetos que se estendem à minha frente, com a mesma atenção que dedico aos pacotes de leite e manteiga do pequeno almoço. Viro-os de um lado, do outro, passando os olhos meio indiferente aos seus golpes publicitários, até encontrar o inesperado dentro do capítulo opções de lentes:


"Lentes polarizadas:
Lentes de sol polarizadas que protegem dos deslumbramentos e evitam reflexos incómodos"






(descobri nuns folhetos mais à frente que na realidade se referiam a encadeamentos. fiquei um bocado desiludida, já tinha encomendado meia dúzia)

3 comentários:

Lince disse...

oh D. Ester!

A sra. acha que se eu for ao doutor, e lhe disser que sofro de sindrome Chet Baker - I fall in love too easily, ele me receita umas lunettes dessas?

Bjs
L.

dorean paxorales disse...

Algo me diz que isso foi na multiópticas...

D. Ester disse...

your heart should be well schooled Lince. As lunettes ajudam, mas na realidade é apenas sentar e esperar que passe, na melhor das companhias.

dorean por acaso não, foi na grandoptical